Banrisul - Relações com Investidores Mobile
Banrisul tem lucro de R$ 916,4 milhões

Banrisul tem lucro de R$ 916,4 milhões

Patrimônio líquido do Banco em 2007 totalizou R$ 2,79 bilhões

Balanço 2007- Foto-Jefferson Bernardes 4a.jpgO presidente do Banrisul, Fernando Lemos, acompanhado do secretário da Fazenda e presidente do Conselho de Administração do Banco, Aod Cunha, entregou à governadora Yeda Crusius o relatório com as demonstrações financeiras da instituição de 2007.  O encontro foi logo após a divulgação dos resultados à imprensa, num café da manhã na sede da instituição, em Porto Alegre.

A governadora, ao cumprimentar a equipe de funcionários e colaboradores do Banrisul, afirmou que hoje é um dia histórico. “É um orgulho para os gaúchos e uma alegria para a administração estadual receber esses extraordinários resultados”, comemorou.

Yeda salientou que o governo, com muita coragem e transparência, liderou inovações importantes no Banco. “O Banrisul, na sua abertura de capital, conquistou a confiança de investidores do Brasil e do mundo. O crescimento apresentado confirma a todos a seriedade e os compromissos da instituição”, reiterou, observando que esses demonstrativos positivos são essenciais para atrair investimentos e novas parcerias para o Rio Grande. Acrescentou ainda, que os números reforçam o papel do Banrisul como agente no desenvolvimento, quando atua com os municípios, setores, pequenas e médias empresas gaúchas.

O lucro líquido atingiu R$ 916,4 milhões, com crescimento de 153,4% em relação ao ano anterior. De acordo com Lemos, o crescimento no volume das operações de crédito, a expansão de operações de tesouraria, o incremento dos negócios com Banricompras e a ativação de créditos tributários colaboraram para o desempenho histórico da instituição no ano em que comemora 80 anos.

Outro índice destacado pelo executivo foi a expansão do patrimônio líquido em 115,6%, de R$ 1,29 bilhão em 2006 para R$ 2,79 bilhões em 2007. O presidente do Banco ressaltou a decisão acertada da governadora Yeda Crusius ao coordenar o processo de capitalização do Banrisul, através da oferta de ações preferenciais, sem direito a voto, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). “A bem sucedida operação reforçou a base de capital do Banco, o que permitiu incrementar o crédito e implementar estratégias comerciais e de investimentos em tecnologia da informação”, definiu, agradecendo o apoio fundamental da governadora e do qualificado quadro de funcionários da empresa.

Para o secretário da Fazenda, a continuidade da gestão permitiu o sucesso do desempenho do Banrisul em 2007. “A abertura de capital trouxe novos investidores, mas também novos parceiros. A cobrança externa por bons resultados aumenta a busca por competência, melhora os processos de transparência, o que gera uma cultura de boa prática de governança”, afirmou.

A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio de 44,8% foi a maior divulgada até o momento entre os bancos comerciais do Brasil. Os ativos totalizaram R$ 20,5 bilhões, representando uma expansão de 30,9% em relação aos R$ 15,6 bilhões registrados em dezembro de 2006. A expansão decorre do crescimento da carteira de crédito, do aumento das operações de tesouraria e da captação relativa à emissão primária de ações.

Os recursos captados e administrados totalizaram o montante de R$ 17,1 bilhões, registrando um crescimento de 19,8%, nos últimos doze meses. A recuperação da economia do estado, a capilaridade dos pontos de atendimento e a pulverização da base de clientes foram fatores decisivos para o incremento.

A Carteira de Crédito superou o saldo de R$ 8 bilhões no final de 2007, com expansão de 26,2% em relação a dezembro de 2006. A estabilidade econômica e a redução das taxas de juros e despreads estimularam a expansão do crédito. Fernando Lemos salientou o convênio firmado com a Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). “Foi um acordo muito bem estruturado que consolidou a posição do Banrisul com cerca de 80% dos canais de consignação do setor público estadual e municipal do Estado”, avaliou.

Em dezembro de 2007, as operações de créditos direcionadas ao segmento pessoa física totalizaram R$ 2,7 bilhões, com crescimento de 24%, comparado ao ano anterior. A evolução da carteira esteve focada no crédito pessoal e no crédito consignado - que cresceu 41,7% -produtos com maior rentabilidade e menor risco.

As operações de crédito voltadas ao segmento pessoa jurídica registraram saldo de R$ 2,8 bilhões em dezembro de 2007, com crescimento de 43,8% sobre dezembro de 2006. Os destaques dessa modalidade são as operações de capital de giro e as linhas de desconto de títulos.

O Banricompras, produto estratégico para alavancar negócios do Banco, vem apresentando excelente desempenho na sua performance de crescimento.  No ano de 2007, foram efetuadas 46,9 milhões de transações, que movimentaram R$ 2,6 bilhões nos mais de 40 mil estabelecimentos conveniados ativos.

A receita do crédito geral pessoa física alcançou R$ 943,3 milhões, com crescimento de 14,2%, decorrentes do aumento do volume de operações em 24%.  As rendas do crédito geral pessoa jurídica chegaram a R$ 499 milhões, reflexo do expressivo crescimento da carteira em 43,8%, o que compensou a queda na taxa de juros.

Num contexto de queda da taxa básica de juros, diminuição despreads e forte disputa das instituições no segmento de varejo, o resultado operacional, apurado no ano de 2007, somou R$ 625,8 milhões, com crescimento de 11,3% sobre os R$ 562,5 milhões registrados em 2006.

O presidente do Banrisul falou também das perspectivas para 2008. “O foco do Banco continuará sendo o crédito na pessoa física, pequena e média empresa - com uma alavancagem maior no crédito imobilliário- e seguirá investindo na área de tecnologia da informação”, concluiu.

Para acessar o documento em PDF, clique aqui.


Fale com RI

Telefone: +55 51 3215-3232
E-mail: ri@banrisul.com.br

© 2018 - Banrisul.
Todos os direitos reservados.